Idas Brasil - Turismo Minas Gerais

Matéria - Juiz de Fora

Você não está num dispositivo móvel. Acessar VERSÃO CLÁSSICA.

A Manchester Mineira, Farol de Minas!!!

Texto e fotografia (exceto as creditadas): Marcelo JB Resende. Reprodução proibida.



Mariano Procópio Ferreira Lage, o construtor da União e Indústria, utilizou as técnicas mais modernas da época, o que permitia o tráfego até mesmo em períodos de chuva. Para a obra foram contratados colonos estrangeiros.




Os primeiros a chegar foram os alemães, 1162, quando a cidade possuía uma população de pouco mais de 600 habitantes. A colônia se dividiu em dois setores, que deram origem aos bairros de São Pedro e Borboleta. é neles que todos os anos se realizam festas, onde os participantes podem experimentar muito da tradição alemã, com seus pratos típicos, músicas e danças folclóricas.


Em 1881, vinte anos após a inauguração da União e Indústria, é inaugurado o primeiro serviço de transporte público urbano de Minas, com tração animal. A cidade toma fôlego com a crescente produção de café e a força da mão-de-obra local. Pequenas indústrias (de alemães, ingleses e demais colonos) vão surgindo e crescem. Logo se torna necessário a instituição de um sistema financeiro na própria cidade. Em 5 de setembro de 1889 nasce o Banco de Crédito Real, durante muito tempo o único do estado.



Usina de Marmelos, a primeira da América do Sul.

Neste mesmo ano surge outro empreendimento que coloca Juiz de Fora como marco de inovações. O industrial Bernardo Mascarenhas funda Marmelos, a primeira usina hidrelétrica da América do Sul. Juiz de Fora se iluminava para o mundo, antes até que algumas importantes cidades européias. Foi aqui a primeira experiência de iluminação pública da América Latina. A energia dos elétrons impulsionou a industrialização, aposentando velhas máquinas a vapor. Bernardo Mascarenhas mostra ao Brasil como a energia dos rios, inúmeros no país, é um grande fator de progresso.


O título de "Farol de Minas", associado à moderna rede de transportes e força de trabalho, inclusive com a chegada de centenas de imigrantes italianos, proporcionou um frenesi industrial. Desenvolveram-se diversos setores, destacando-se o têxtil e o de alimentos. Daí mais um título: Juiz de Fora é a Manchester Mineira. é intensa a vida cultural, com teatros, jornais, colégios... As atividades econômicas exigem cada vez mais profissionais qualificados. Surge o primeiro Instituto de Ensino Superior de Comércio do Brasil, fundado por Francisco Batista de Oliveira. A primeira Associação Comercial de Minas Gerais é fundada em 1896.



Juiz de Fora foi berço do primeiro Instituto de Ensino Superior de Comércio do Brasil.


Espaço Mascarenhas, antiga fábrica de tecidos Bernardo Mascarenhas.


Parque da Lajinha.


       Indicar este site




Topo

Compartilhe


© 2015 - Idas Brasil Ltda.
Todos os Direitos Reservados